Antes de viajar para a Bolívia – Dicas para evitar perrengues.

Esteja prevenido dos perrengues que você pode enfrentar na Bolívia.

0
486
Viajar para a Bolivia La paz
Vista de La Paz - Bolivia

Viajar para a Bolívia foi uma das melhores experiências durante meu mochilão pela América do Sul. A beleza natural dos Andes, o salar de Uyuni, a Ruta de la Muerte entre outras coisas, tornam a viagem pela Bolívia uma experiência unica, porém,  nem tudo são flores por lá.

Uma das coisas mais marcantes para mim, foi a diferença cultural na Bolívia.  A educação é diferente, o transporte é estranho e a altitude realmente faz você passar alguns apertos.

Se você deseja viajar para Bolívia, tenha em mente que se alguma coisa tiver que dar errado, vai dar errado e você pode sofrer um pouco para encontrar uma solução.

Quero deixar claro que apesar de parecer um post negativo sobre viajar para a Bolívia, é na verdade um post para te preparar sobre o que pode acontecer. A Bolívia é um país incrível e conhecer sua cultura é algo que eu recomendo para todos. Conhecer a cultura Boliviana pode fazer você mudar a maneira de enxergar a vida.

Viajar para a Bolívia não é para qualquer um.

Infelizmente, viajar para a Bolívia não é para todo mundo, vai por mim. É necessário ter um espirito aventureiro e estar preparado para enfrentar perrengues. Seja honesto com você mesmo antes de decidir viajar para Bolívia e veja se você realmente se enquadra no perfil aventureiro.

Deixe alguns dias em aberto ao viajar para a Bolívia.

Imprevistos acontecem em qualquer lugar e em qualquer situação, mas na Bolívia, é certo que alguma coisa vai sair do planejamento. As estradas podem ficar fechadas por dias com protestos e não ter ônibus para mudar de cidade, a comida ou água pode não cair bem e você ter algum piriri que não te deixa sair do banheiro. Portanto, durante seu planejamento, deixe alguns dias em aberto para imprevistos.

Comunicação é um desafio.

O povo boliviano é um povo meio fechado, não falam muito (é claro que há exceções) e na hora de se comunicar o bicho pega. Irão indicar o caminho mesmo sem saber, irão dizer que não tem determinado produto mesmo você o vendo na prateleira, o preço pode mudar no meio da conversa. Enfim, pergunte tudo antes de contratar qualquer tour ou serviço, mas tudo mesmo. Tive muita dificuldade com isso.

Funciona mais ou menos assim:

Você pergunta:-Tem água? A reposta: -Tem.

E fica por isso mesmo, você tem que perguntar o preço e dizer que quer comprar uma água.

Alimentação e água são realmente um problema.

Viajar para a Bolívia e ter nojinho pra comida não rola. Mesmo se você evitar comer na rua, evitar os restaurantes mais simples, a higiene não é o forte da Bolívia.

Tocar a comida com a mão suja de dinheiro ou de qualquer outra coisa que você possa imaginar é algo cultural por lá. Desencane, saboreie as saltenhas bolivianas e reze para não ter um piriri. Afinal o que não mata engorda e uma hora o corpo acostuma.

Quanto a água, evite até mesmo as de garrafa quando comprada na rua. Existem pastilhas que purificam a água e recomendo muito. Minha alternativa foi beber apenas sucos e isotônicos.

Problemas com a Policia.

Corrupção policial e exigência de propina não é exclusividade apenas da Bolívia, mas vale ficar atento à algumas situações que podem ocorrer.

É comum mexerem na sua mala sem sua supervisão. Não deixe nada de valor e lacre sua mala/mochila ao máximo possível para que te chamem caso seja necessário alguma inspeção. O problema maior aqui não é sumir algo e sim aparecer!

Já falei sobre taxa de imigração normalmente cobrada na fronteira do Chile com a Bolívia no tour entre o Salar de Uyuni e Atacama neste post aqui. Essa taxa não existe para brasileiros, é propina mesmo.

Ande sempre com seu documento de entrada na Bolívia (passaporte ou RG) acompanhado do papel fornecido na imigração. A policia de lá adora que você não esteja com ele. Pouca gente sabe disso, brasileiros tem visto de noventa dias para turismo na maioria dos países da America do Sul mas na Bolívia, são apenas trinta dias.

As pessoas não se atentam à esse detalhe e podem estar ilegais sem saber e mesmo estando legal, se não estiver com algo para comprovar, você vai acabar tento que pagar uma propina.

Prepare-se para a Altitude – Mal da Montanha / Soroche.

O grande problema do mal da montanha, também conhecido como soroche, é que os sintomas podem variar de pessoa para pessoa, algumas nem sentem e outras ficam completamente incapacitadas até de caminhar. Os sintomas podem demorar de 02 a até 12h para aparecerem e isso pode acabar com seu dia.

Os sintomas mais comuns são mal estar geral, falta de apetite, náuseas, vômitos, fadiga ou fraqueza, tonturas ou vertigens, insônia, falta de ar aos esforços e pulso rápido persistente.

Você já deve ter ouvido em algum alugar que para amenizar esses sintomas, existe a folha e o chá de coca. Se a coca ajuda? Sim, ajuda e muito mas infelizmente não funciona para todos. Algumas pessoas podem não sentir a diminuição dos sintomas apenas com o chá.

A recomendação que faço caso os sintomas não diminuam,  é procurar por uma farmácia e pedir um remédio para o  Soroche. Todos vão entender e você se sentirá melhor após uma hora mais ou menos.

Os famosos ônibus Bolivianos.

Se eu disser que todos os ônibus na Bolívia são ruins, eu estarei mentindo. Existe sim ônibus com bons serviços mas eles são mais caros e a oferta de horários é reduzida.

A fiscalização dos meios de transporte na Bolívia é praticamente inexistente, então é comum viajar com ônibus particulares, com pouca manutenção e que quebram à todo momento.

É comum viajar com pessoas sentadas no corredor, carregando seus frangos, sopas, cachorros e as janelas que não abrem. Tente imaginar o cheiro que fica ali dentro.

Minha sugestão? Só aceita, faz parte. Pode parecer incomodo mas aventura é boa e você vai rir disso depois.

Viajar para a Bolívia vai te surpreender. 

Apesar de todos os problemas, a Bolívia realmente é incrível. A diversidade de coisas para conhecer, diferenças culturais, perrengues e etc, irão lhe proporcionar histórias para contar pra vida toda. Enquanto escrevo esse post, me lembro de várias histórias e acaba sendo impossível contar tudo sem que o post fique longo e cansativo.

Se decidir viajar para Bolívia, tente amenizar os problemas com as informações contidas nesse post, se já foi para a Bolívia e tem alguma história para contar, compartilhe com a gente nos cometários.

Comentários